Contenção ortodôntica fixa superior

Contenção ortodôntica fixa superior é um recurso ainda pouco usado pelos ortodontistas. Mas quando bem indicada, pode ser muito útil para manter o resultado do tratamento.

Cada vez mais os pacientes demonstram interesse pela contenção fixa superior. Seja pela praticidade ou pela eficácia em manter a posição dos dentes, devemos considerar essa alternativa.

O uso desse tipo de contenção traz vantagens e desvantagens para quem concluiu seu tratamento ortodôntico, e é sobre isso que vamos falar nesse post.

Contenção ortodôntica fixa superior estendida até pré-molares

Contenção ortodôntica fixa superior estendida até pré-molares

Características da contenção ortodôntica fixa superior

A contenção ortodôntica fixa superior consiste em um fio metálico colado por trás dos dentes ântero-superiores. Muito parecida com a usada normalmente na arcada inferior.

A diferença principal é que normalmente não há muito espaço disponível para a inserção da contenção na face lingual dos dentes superiores. Isso ocorre por que os bordos dos dentes inferiores se acomodam exatamente nessa região.

Os incisivos inferiores podem fazer pressão sobre o dispositivo durante a mastigação.

Por isso é muito importante uma avaliação criteriosa da oclusão ao final do tratamento. Só assim é possível indicar corretamente uma contenção ortodôntica fixa superior.

Qual a vantagem da contenção fixa na arcada superior?

A grande vantagem da contenção ortodôntica fixa superior é manter os dentes na posição exata em que foram colocados durante o tratamento ortodôntico.

Quando terminamos o tratamento e alcançamos um resultado bonito, queremos que ele se mantenha para sempre.

A contenção fixa é muito útil para manter a estabilidade do resultado nos mínimos detalhes. Permitindo que os clientes mais exigentes continuem satisfeitos ao longo dos anos. Sem perda do alinhamento dos dentes superiores, que são os mais importantes esteticamente.

Além disso, uma contenção fixa sempre confere mais estabilidade pós-tratamento que uma contenção removível. Isso ocorre por que há uma imobilização total dos dentes, permitindo que o osso se forme em torno das raízes, consolidando o resultado.

Uma contenção removível sempre dá uma certa liberdade de movimentação para os dentes e isso pode interferir na estabilidade do caso.

Quando o seu uso é contra-indicado?

Em pacientes com mordida profunda, onde os dentes superiores cobrem demais os inferiores.

Nessa situação o espaço disponível para a contenção superior pode ser insuficiente.

A probabilidade de toque dos dentes inferiores na contenção aumenta muito e pode produzir problemas como os enumerados abaixo:

  • Quebra ou descolamento da contenção superior
  • Interferência na posição mandibular
  • Desconforto durante a mastigação
  • Deslocamento dos dentes superiores

O ideal nesses casos é estudar os modelos das arcadas após a retirada do aparelho, para avaliar o espaço disponível para a contenção superior. Se não houver o espaço, fica contra-indicado o uso desse dispositivo.

Existem desvantagens no uso de uma contenção ortodôntica fixa superior?

Sim. Mesmo quando é possível usá-la, precisamos ter alguns cuidados para evitar contratempos.

A higiene fica mais difícil com uma contenção fixa colada por trás dos dentes superiores.

É importante que o paciente seja muito cuidadoso nesse aspecto. Mesmo sem o toque direto dos incisivos inferiores, a contenção superior ainda fica sujeita ao impacto dos alimentos durante a mastigação.

Isso pode reduzir a resistência, levando à quebra e descolamento.

Outro fator importante é que não se pode fazer a contenção fixa abrangendo todos os dentes.

Ela fica limitada aos dentes anteriores. De outra forma, seria virtualmente impossível higienizar corretamente. Por isso, a combinação com uma contenção removível de acetato pode ser uma boa ideia.

É possível combinar contenção fixa e móvel?

Contenção ortodôntica fixa superior combinada com placa de acetato

Contenção ortodôntica fixa superior combinada com placa de acetato

Sim. Observe com atenção a imagem acima e veja que há uma contenção de acetato transparente junto da fixa.

A contenção removível atua nos dentes posteriores, dando certa liberdade de acomodação enquanto a fixa garante que os anteriores permaneçam exatamente na posição.

Além disso, em caso que quebra ou descolamento da contenção fixa, o paciente pode continuar com a removível que também envolve os dentes anteriores.

O uso da contenção removível dará tempo ao paciente para voltar ao seu ortodontista para a confecção de uma nova contenção fixa, sem perdas no resultado.

No caso de contenções combinadas é preciso fazer uma placa de acetato recortada, que não toque na contenção fixa quando estiver posicionada.

Assim evita-se que um dispositivo danifique o outro. Essa me parece ser a solução mais completa e segura.

A contenção fixa higiênica na arcada superior é uma opção?

Sim. Da mesma forma que na arcada inferior, a contenção fixa higiênica pode ser usada sem problemas, desde que haja espaço disponível.

A vantagem, como sempre é a facilidade de usar o fio dental sem precisar de acessórios.

Uma desvantagem é a maior dificuldade de confeccionar e instalar essa contenção. Principalmente na arcada superior, onde o acesso é mais difícil.

A outra desvantagem seria o maior volume da contenção higiênica que pode causar algum desconforto.

Mas isso só é possível definir com o dispositivo instalado. A maioria dos pacientes se adapta bem.

Quando estiver para concluir seu tratamento ortodôntico, converse com o seu ortodontista sobre as possibilidades de contenção para o seu caso.

Essa etapa do tratamento é crucial para que o resultado se mantenha por toda a vida. Afinal, é isso que esperamos quando fazermos a correção ortodôntica.

Um Comentário para: “Contenção ortodôntica fixa superior

  1. Pingback: Contenção ortodôntica fixa - como funciona e como higienizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*