Respiração Bucal e o desenvolvimento das arcadas dentárias

Respiração bucal e respiração nasal.

A forma correta de se respirar é pelo nariz onde o ar é filtrado, aquecido e umedecido e se torna muito mais saudável (mais ou menos como beber água filtrada).

Quando uma criança apresenta algum tipo de obstrução nasal provocada por quadros alérgicos, desvio de septo nasal ou hipertrofia de adenóides e amígdalas, pode desenvolver o hábito de respirar pela boca. E mesmo depois de removidas as causas, a respiração bucal pode continuar presente.

Aqui vale indicar a leitura do post sobre amamentação e o desenvolvimento facial das crianças.

A respiração bucal é considerada uma síndrome por que os portadores costumam apresentar várias características em comum como as listadas abaixo:

  • Lábios abertos (ausência de vedamento labial passivo);
  • Língua baixa e posicionada entre os dentes (interposição lingual);
  • Baba e ronco durante o sono – sono agitado;
  • Lábios ressecados;
  • Falta de apetite;
  • Narinas estreitas;
  • Olheiras arroxeadas,
  • Gengivas inflamadas;
  • Postura da cabeça inclinada para frente;
Nem sempre todas as características estarão presentes, mas os pais devem estar atentos para identificar a respiração bucal nos seus filhos se ela existir.

A respiração bucal interfere diretamente no crescimento facial da criança pois altera o funcionamento dos músculos da face podendo levar à compressão maxilar que é o estreitamento ósseo da arcada superior com aprofundamento do palato.

A compressão maxilar por sua vez, pode levar à mordidas abertas, mordidas cuzadas e Classe II por travamento da mandíbula entre outras maloclusões.

Este infográfico mostra como o a respiração bucal e a compressão maxilar estão relacionadas, suas consequências e como identificar o problema.

É importante que os pais observem seus filhos e busquem orientação do ortodontista se identificarem este tipo de respiração.

Espero que gostem deste material que foi feito com o máximo de capricho para vocês.

Abraços,

Dr. Andre Moreira

 Respiração bucal infográfico

 

23 Comentários para: “Respiração Bucal e o desenvolvimento das arcadas dentárias

  1. Pingback: Mordida Cruzada | Blog do ortodontista

  2. Ola Dr.Andre, primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo excelente site.

    Gostaria de uma opinião de um profissional do Brasil no caso da minha filha de 9anos. Moramos no Japão, e infelizmente aqui a ortodontia ainda é muito atrasada, por isso fico com receio de começar um tratamento sem nenhuma conhecimento basico sobre o assunto.
    No caso, minha filha tem a mordida cruzada anterior (não sei se é assim mesmo que se fala), e segundo o dentista dela, o espaço para os dentes caninos superiores nascerem são insuficientes.
    Em casos assim, quais os tipos de tratamentos?
    O dentista dela disse que uma das opções seria primeiramente utilizar o aparelho móvel e futuramente o fixo. Este tratamento estaria correto?

    Gostaria de tirar mais uma duvida. No Japão, um aparelho fixo sai em média de 8mil a 10mil dolares (fora a manuntenção), achei o valor muito alto. No caso, se ela comecasse o tratamento aqui com o móvel, e futuramente ir ao Brasil colocar o fixo, seria muito prejudicial trocar de dentista no meio do tratamento?

    Desde ja agradeço pela atenção.

  3. Pingback: Mordida aberta é a falta de contato entre os dentes das duas arcadas.

  4. Bom dia Doutor, coloquei o aparelho na parte inferior, e junto foi colocado uma massinha nos dentes de trás para não quebrar os braquets da frente.. quanto tempo em media ficarei com elas, pois a estética não é muito bonita. Muito obrigada

  5. Gostaria de saber qual o melhor método de tratamento para encaixe da mordida: apm ou elástico? Uso aparelho por 10 anos e já o coloquei e retirei por três vezes, porque os dentes incisivos laterais da arcada superior sempre voltam, porque isso acontece?

  6. Olá sou Luíza, tenho 16 anos e tenho me preocupado muito com a estética dos meus dentes e também com minha saúde bucal. Aconteceu comigo exatamente esse processo repassado de respiração bucal, mordida aberta… minha mãe me levou em um ortodontista ainda com 9 anos de idade e fiz todo tratamento que durou 6 anos. Retirei o aparelho e a minha mordida esta voltando a ficar aberta, agora sinto mal estar para comer, respirar e ate mal halito, causa da gengivite. Não sei que atitude tomar, minha língua ainda é mal posicionada, venho observando isso há um mês. Mudei de cidade e não tenho contato com o meu antigo dentista. Obrigada desde já.

  7. Olá Dr. tenho esse diagnostico e estou em fase de exames e montagem da pasta radiográfica. Gostaria de saber se há uma forma de avaliar o valor cobrado por cada profissional da área odontológica. Se é possível que o paciente saiba quanto custa cada aparelho, ou não existe uma forma de controle quanto a preços abusivos. Obrigada!!

  8. Dr. André,
    Se o motivo da má oclusão e desalinhamento da arcada foi ocasionado pela adenoide aumentada na infância, é preciso que já adulto tenha que fazer a cirurgia para que não comprometa novamente depois de retirar o aparelho fixo?

    • Priscila,

      O aumento das adenóides pode levar à respiração bucal que por sua vez, provoca diversas alterações no desenvolvimento das arcadas como vimos no infográfico.

      No tratamento de adultos este fator já não tem o mesmo peso pois a face não está mais se desenvolvendo.

      Neste caso a remoção das adenóides seria apenas para facilitar a sua respiração.

  9. Olá doutor!
    Meu filho, 14 anos, faz tratamento de fonoaudiologia e uma de suas atividades consiste em pronunciar palavras com uma rolha entre os dentes incisivos. Pois bem, isso pode acarretar algum problema ortodôntico? Todos seus dentes são permanentes.

    Att.

  10. Pingback: Aparelho auto-ligado produz o mesmo efeito da disjunção palatina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*