Emergência Odontológica

Se você está em situação de emergência odontológica agora, ligue para 3325-7681 que vamos indicar um bom dentista para resolver o seu problema. Esse atendimento é feito entre 7:00 e 22:00.

 

Se você está procurando apenas informações sobre situações de emergência odontológica, o material dessa página pode ser útil.

Organizamos os tópicos de acordo com cada problema, considerando aqueles que são mais comuns no dia a dia.

Veja se o seu caso  corresponde a alguma dessas situações descritas abaixo:

Prótese provisória ou definitiva solta

Pode ser apenas um problema estético, se for um dente anterior e não houver dor. Basta agendar um atendimento para recolocar a prótese ou fazer uma nova. Mas a exposição do dente tratado pode levar à dor indicando uma consulta de urgência para recolocar a prótese perdida.

Dente anterior quebrado sem dor:

Um dente anterior pode sofrer uma fratura por uma queda, um esbarrão enquanto se tem um copo na boca, esportes de contato, etc.

Normalmente, se não há dor é por que a fratura foi pequena. Nesse caso você tem apenas um problema estético. Será necessário restaurar esse dente. Esse é um procedimento bastante simples.

Se for um dente com canal tratado, mesmo uma fratura grande não vai doer, mas o procedimento para recuperar a estética provavelmente será mais complexo.

Mesmo que o dente não esteja doendo, o dente fraturado pode estar ferindo os lábios ou bochechas. Então é importante eliminar esse trauma nos tecidos bucais.

Dente anterior quebrado com dor:

Se a fratura for muito extensa pode haver sensibilidade pela proximidade do nervo (canal) ou mesmo uma dor aguda muito forte se o nervo chegar a ficar exposto. Nesse caso será necessário fazer uma consulta de emergência odontológica para cessar a dor, depois tratar o canal do dente fraturado e restaurá-lo.

Dente posterior quebrado:

Sendo um dente posterior, não há implicação estética, então o que vai fazer diferença é a presença de dor ou não. Caso haja dor, segue-se a mesma orientação do dente anterior: Consulta de emergência, tratamento do canal e restauração do dente.

Dente anterior quebrado com lábio cortado

É possível que o mesmo trauma que quebra o dente (uma queda ou pancada) produza um corte no lábio. Dependendo do tamanho do corte pode ser necessário suturar o lábio além de cuidar do dente. Esses procedimentos podem ser realizados em consultório dentário na maioria das vezes. Se houver sangramento use uma compressa de gaze estéril para controlar até chegar ao local do atendimento.

Dente avulsionado (perda do dente por trauma)

Outra situação que pode ocorrer em caso de trauma por queda ou pancada é a avulsão do dente, ou seja, o dente ser completamente expulso do seu alvéolo.

É mais comum acontecer com dentes anteriores e em crianças.

A primeira coisa a fazer é controlar o sangramento com gaze estéril.

Depois, recolher o dente, limpá-lo com jato de soro fisiológico (não esfregá-lo), guardá-lo em um recipiente com soro fisiológico e procurar atendimento especializado o mais rápido possível. Se não houver soro, usar água filtrada.

Em muitos casos é possível reimplantar o dente, mas esses cuidados são importantíssimos para o sucesso do reimplante.

Língua cortada por trauma

Um tombo ou pancada no queixo podem levar os próprios dentes a morderem a língua. Esse tipo de corte pode sangrar bastante e é comum ocorrer em crianças. Controlar o sangramento com gaze estéril e buscar atendimento para suturar a língua.

Dor de dente aguda ao comer alimentos doces, frios e quentes

Pode estar relacionada à uma cárie profunda ou à uma restauração deficiente (quebrada ou infiltrada). Será necessário recorrer a um dentista para tratar o dente. Pode ser necessário tratar o canal posteriormente. Mas alguns casos podem ser resolvidos apenas com uma restauração simples.

A sensibilidade dentinária também pode provocar esse tipo de dor. Nesses casos, o uso de pastas de dentes para dentes sensíveis pode ajudar bastante.

Dor de dente aguda persistente

Provavelmente há envolvimento do canal. Pode ser uma cárie profunda que alcançou o canal do dente, uma restauração infiltrada ou até mesmo uma fratura da raiz. Será preciso fazer a consulta de emergência odontológica e tratar o canal depois.

Dor pulsante muito forte repentina

Pode ser um abcesso que passou de uma evolução crônica (lenta e sem dor) para uma fase aguda (muita dor). Entrar em contato para atendimento emergencial. O gelo pode ajudar a reduzir a dor. Pode haver inchaço na face. Pode haver uma fístula, ou seja, pus drenando pela gengiva.

 

Se você não conseguiu identificar o seu problema nessa listagem acima, pode entrar em contato pelo 981069681 que tentaremos ajudar.