Aparelho ortodôntico invisível

Aparelho ortodôntico invisível (aparelho lingual) é aquele aparelho fixo que é colado pela face interna dos dentes, a face lingual. Por isso o nome aparelho lingual.

A ortodontia lingual vem se consolidando como uma alternativa eficaz para a correção dentária de pessoas preocupadas com a estética durante o tratamento.

Um aparelho ortodôntico invisível é uma das melhores soluções para quem precisa corrigir os dentes mas não quer que o aparelho fique aparecendo na frente do sorriso, sendo indicado para adultos e jovens que fazem questão deste detalhe estético.

aparelho ortodôntico invisível

aparelho ortodôntico invisível

Vantagens do tratamento com um aparelho ortodôntico invisível

O tratamento com aparelho lingual apresenta diversas vantagens. Vamos falar sobre cada uma delas abaixo:

  • É um aparelho realmente invisível. Permitindo que o cliente continue com suas atividades sociais e profissionais sem o comprometimento estético de um aparelho aparente.
  • O aparelho não faz volume sob os lábios e não interfere no vedamento labial natural. Não há necessidade de contração excessiva dos lábios para conseguir fechar a boca.
  • Por ser colado por trás, o aparelho lingual facilita muito que o cliente acompanhe a evolução do seu tratamento ortodôntico. Não há nada na frente dos dentes atrapalhando a observação.
  • O ortodontista pode se concentrar nos mínimos detalhes na busca de um sorriso perfeito. Pois os dentes ficam completamente visíveis.
  • É ideal para quem pratica esportes de contato e pode ter lesões nos lábios provocadas pelo aparelho ortodôntico convencional.
  • As faces vestibulares (da frente) dos dentes ficam livres. É possível fazer clareamento dental e alguns outros procedimentos estéticos restauradores, mesmo durante o tratamento ortodôntico.
  •  

    aparelho ortodôntico invisível vista oclusal

    aparelho ortodôntico invisível vista oclusal

    Aparelho ortodôntico invisível (lingual) Vs Aparelho ortodôntico convencional

    Podemos identificar alguns padrões que se repetem bastante na experiência dos pacientes que fazem o tratamento com um aparelho ortodôntico invisível e com aparelho convencional.

    Não podemos afirmar que é uma regra, mas observamos regularmente essas diferenças:

    O paciente que usa um aparelho ortodôntico convencional mantém o foco no próprio aparelho. Por isso, a prioridade é sempre removê-lo o mais breve possível.

    O paciente que usa um aparelho ortodôntico invisível mantém o foco no seu sorriso, priorizando o melhor resultado possível.

    aparelho ortodôntico invisível visto pelo espelho

    aparelho ortodôntico invisível visto pelo espelho

    O paciente que usa aparelho ortodôntico convencional não sabe exatamente como ficou o seu sorriso até remover o aparelho.

    O paciente que usa aparelho ortodôntico invisível sabe exatamente como ficou o seu sorriso, antes de remover o aparelho.

    Todo ortodontista trabalha com Ortodontia Lingual?

    A técnica lingual é muito trabalhosa e requer um treinamento bem específico por parte do profissional.

    Nem todo ortodontista realiza tratamentos com ortodontia lingual.

    Além de ser difícil visualizar as faces linguais dos dentes, o espaço para se trabalhar é também muito apertado exigindo do ortodontista muita dedicação.

    A própria colagem do aparelho ortodôntico invisível (lingual) já é diferente. É preciso colar o aparelho pela técnica de colagem indireta.

    O profissional precisa trabalhar muito mais a cada consulta para poder entregar resultados no mesmo prazo que faria com aparelhos convencionais.

    A experiência do ortodontista é outro fator importante para levar o tratamento até o final com resultados que satisfaçam os clientes mais exigentes.

    Aliás, essa é outra característica da ortodontia lingual: A finalização dos casos é mais complexa.

    Quem pode fazer tratamento com aparelho ortodôntico invisível?

    A grande maioria dos casos pode ser tratado com um aparelho ortodôntico invisível. A técnica lingual pode ser usada em qualquer pessoa que já tenha a dentição permanente.

    Ou seja, é indicado para jovens e adultos que fazem questão desse fator estético.

    O perfil dos usuários de um aparelho ortodôntico invisível (lingual) é de pessoas detalhistas, que buscam o melhor resultado possível.

    E mesmo aquelas pessoas que não são tão focadas nos detalhes, acabam se tornando mais exigentes na medida em que o tratamento avança.

    Esse é um efeito que venho observando ao longo de 14 anos trabalhando com a técnica lingual.

    O fato do paciente não perder seus dentes de vista, faz com que ele mantenha a atenção no sorriso e não no aparelho, como já foi dito antes.

    Mas no final, todo o trabalho é recompensado pela satisfação de ver o cliente sorrindo.

    Quer tirar mais dúvidas sobre o aparelho ortodôntico lingual? Entre em contato pelo Facebook, Whatsapp ou pelo Blog.

     

     

     

    Abraços!

    Dr. Andre Moreira

Expansão Rápida de Maxila – Infográfico

Expansão rápida de maxila ou disjunção palatina é um recurso muito utilizado em ortodontia para aumentar a largura da maxila que é o osso que serve como base para a arcada superior.

Para realizar a expansão rápida de maxila o ortodontista usa o disjuntor palatino, um aparelho que é fixado aos dentes e fica junto ao palato.

O aparelho é dividido no centro e estas duas metades se separam na medida em que o parafuso central é ativado.

Como resultado há a aplicação de força de forma rápida na estrutura da maxila que leva à ruptura da sutura palatina (a linha de união entre as duas metades do osso maxilar que podemos até sentir com a língua).

Com a ruptura da sutura as duas metades se separam e a arcada se expande. O sinal de que a expansão rápida de maxila funcionou é o aparecimento da separação entre os incisivos centrais superiores, o diastema central.

Depois de consolidar a disjunção o aparelho fixo pode ser colado.

Neste infográfico vamos mostrar através de textos e imagens como funciona o disjuntor palatino desde a montagem até o término da expansão rápida de maxila. Nestas imagens usamos o disjuntor Hirax, mas os princípios são os mesmos adotados em outros aparelhos como o Haas e o Mc Namara.

Você vai entender todos os passos do processo, desde como são confeccionadas as bandas ortodônticas até a cimentação do disjuntor.

Também vai ver como se forma o diastema central, aquele espaço que surge entre os incisivos superiores quando a expansão rápida de maxila funciona mesmo.

Veja neste outro post como resolver o problema estético causado pela abertura do diastema durante a disjunção.

Disjunção palatina - expansão rápida de maxila - infográfico

Disjunção palatina – expansão rápida de maxila – infográfico

Você encontra mais artigos relacionados à expansão rápida de maxila aqui no Blog do ortodontista.net, assim como depoimentos de quam já passou por este procedimento nos inúmeros comentários de cada post.

Por isso, vale a pena dar uma olhada com calma em todos os posts sobre este assunto.

Abraços,

 

Dr. Andre Moreira

Aparelho lingual auto ligado – mecânica e estética de ponta

Aparelho lingual auto ligado é a associação da estética perfeita com a mecânica otimizada.

Para quem ainda não conhece, a ortodontia lingual é a técnica de correção ortodôntica que usa os brackets colados por trás dos dentes. Na face conhecida como face lingual. Assim, o aparelho fica totalmente imperceptível.

Os brackets auto-ligados são uma tendência na ortodontia e têm a característica de não precisar das ligaduras elásticas para prender o arco aos brackets.

Nos aparelhos auto-ligados, os brackets têm dispositivos como tampas ou travas que permitem a fixação do arco ortodôntico.

A união da estética com a funcionalidade: Aparelho lingual auto ligado

Estas duas características (ser colado pela face lingual e ser auto-ligado) foram unidas em um bracket desenvolvido pela GAC, uma fabricante multinacional de material ortodôntico e o resultado é o In-ovation L.

Na imagem abaixo podemos ver como além de ser inovador também é um bracket muito pequeno:

Aparelho lingual In-Ovation L

Aparelho lingual In-Ovation L

Minha opinião sobre o aparelho lingual auto ligado

Venho usando estes brackets desde Janeiro de 2012 e estou muito satisfeito com os resultados.

Os pacientes se adaptam ao aparelho lingual auto ligado com bastante facilidade.

Trabalho com ortodontia lingual desde 2004 com os brackets da ORMCO (O da sétima geração e o STb), que são ótimos aparelhos.

Mas estou gostando muito desta nova opção e tenho usado em todos os clientes que me procuram para fazer o tratamento com ortodontia lingual.

Além de ser confortável, é bem mais fácil escovar os dentes por que são as ligaduras elásticas, ausentes neste aparelho, que retêm mais placa bacteriana.

E não podemos esquecer que a escovação correta é fundamental em qualquer tratamento ortodôntico, mas é ainda mais importante quando se usa aparelho ortodôntico lingual, já que o aparelho fica escondido, dificultando a visualização na hora da higiene.

Nesta imagem do In-Ovation L em detalhe (retirada do site da empresa) podemos observar a tampa (ou clip) que prende o arco ao bracket:

bracket in-ovation L

bracket in-ovation L

É um mecanismo altamente delicado, mas que funciona extremamente bem, proporcionando um tratamento com menos atrito entre o arco e os brackets.

Por consequência, há menor necessidade de força para movimentar os dentes.

Além disso a consulta de manutenção é bem mais simples sem a necessidade de trocar as ligaduras elásticas.

Isso dá mais tempo para o ortodontista observar outros detalhes importantes do tratamento ortodôntico.

Bem, é isso aí pessoal. A ortodontia lingual não para de evoluir tecnologicamente.

Os investimentos das empresas são altíssimos no desenvolvimento de aparelhos cada vez mais eficientes. E vocês ficam sabendo de tudo aqui no Blog do ortodontista.net.

Visite o ortodontista.net para saber mais sobre o aparelho ortodôntico lingual.

Abraços,

Dr. Andre Moreira

Qual a diferença estética entre brackets de Porcelana e Safira?

Porcelana e safira são os dois materiais mais usados na fabricação de brackets estéticos para tratamentos ortodônticos.

Mas, afinal, qual é a diferença entre porcelana e safira, do ponto de vista estético?

A finalidade dos aparelhos estéticos é permitir um tratamento ortodôntico com baixo impacto na auto-estima do paciente.

Por isso, quem se interessa por esse tipo de aparelho, sempre fica confuso ao se deparar com a variedade de materiais usados na confecção dos brackets estéticos.

Porcelana e safira são os materiais mais nobres usados nos aparelhos estéticos, mas a diferença entre elas nem sempre fica clara para os pacientes. Principalmente no que diz respeito à diferença estética entre esses materiais.

Podemos observar essa diferença analisando as imagens dos dois tipos de brackets apresentadas nas fotos abaixo:

 

Aparelhos estéticos de porcelana e safira

Os dois aparelhos foram colados recentemente e as fotos foram tiradas logo depois da troca das ligaduras elásticas. Sem maquiagem ou photoshop, por isso acho que correspondem à realidade.

A imagem de cima é do aparelho de porcelana e a de baixo do aparelho de Safira.

Podemos notar que o bracket de safira é mais translúcido, enquanto o de porcelana apresenta uma maior opacidade. Também nota-se uma ligeira diferença no volume do bracket. O de porcelana é um pouco mais volumoso.

São diferenças bastante sutis, que, possivelmente, no dia a dia não serão notadas pelas pessoas que convivem com o usuário do aparelho.

Mas ainda assim, são diferenças estéticas, sem dúvida.

Diferenças mecânicas entre o aparelho de safira e porcelana

Além da diferença estética entre porcelana e safira, é bom lembrar que a safira é um tipo de porcelana mais resistente e com um menor coeficiente de atrito com o arco ortodôntico.

Isso permite que o tratamento seja realizado com menor ocorrência de brackets descolados. Da mesma forma, a quebra dos brackets também é menos frequente no aparelho de safira.

Quanto ao atrito entre o bracket e o arco, esse fator influencia sensivelmente a eficiência mecânica do aparelho, mas não chega a comprometer o funcionamento dos brackets de porcelana.

Ou seja, os brackets de porcelana funcionam muito bem apresentando ótima resistência e estética. Mas os brackets de safira são ligeiramente melhores em todos os aspectos.

Para quem se interessar em entender mais as diferenças entre estes dois materiais estéticos eu recomendo a leitura do post sobre brackets de safira.

Ligaduras amareladas comprometem a estética do aparelho

Na imagem abaixo, vemos um aparelho estético em que as ligaduras elásticas não foram trocadas e estão muito amareladas.

barcket-estetico-com-ligadura-amarelada

Este é um aparelho de policarbonato e as ligaduras estavam na boca há umas três semanas. Apesar do aparelho estar colado há mais de 20 meses, podemos observar que os brackets ainda apresentam uma boa coloração.

O que compromete a estética antes de tudo são as ligaduras amareladas.

Por isso, independente do material usado nos brackets estéticos, é fundamental ter acesso ao seu ortodontista para a troca das ligaduras periodicamente afim de manter seu aparelho sempre com um aspecto agradável.

A outra alternativa é usar ligaduras mais resistentes á pigmentação como as que eu mostro neste artigo sobre ligaduras ortodônticas que não amarelam.

Porcelana e safira são ótimos materiais para aparelhos estéticos e, qualquer que seja a escolha, o resultado será discrição e resistência.

Continue estudando o assunto para decidir qual aparelho atende melhor às suas necessidades. Experimente os links desse post.

Visite a página sobre aparelhos estéticos no site ortodontista.net para entender mais sobre esses aparelhos e ver muitas fotos.