DTM e Ressonância Magnética

Ultimamente venho atendendo muitos pacientes portadores de DTM (disfunção têmporo-mandibular) com sintomas como estalos nas articulações, limitação de abertura da boca e dores faciais.

Muitas destas pessoas chegam ao consultório e me pedem para solicitar um exame de ressonância magnética das ATMs (articulações têmporo-mandibulares) para a definição do diagnóstico.

A ressonância mostra imagens do disco articular permitindo diagnosticar seus deslocamentos, que podem estar associados a distúrbios nas articulações. Além disso é um exame não-invasivo muito bem tolerado pelos pacientes.

Mas apesar de ser útil para definir a posição do disco articular dentro da ATM, esta definição raramente vai alterar ou interferir no tratamento que deve ser realizado a fim de reduzir o desconforto do paciente.

Por isso, antes de pedir um exame de imagem como este, o dentista deve realizar uma avaliação clínica completa que inclui:

  • · Palpação das articulações e da musculatura envolvida na mastigação para identificar pontos doloridos.
  • · Observação dos movimentos mandibulares em busca de desvios na trajetória de abertura e fechamento da boca ou ainda travamento durante os movimentos.
  • · Análise dos sons produzidos pelas articulações durante os movimentos como estalidos e crepitações.
  • · Anamnese que inclua perguntas sobre hábitos viciosos, problemas emocionais, histórico familiar de doenças (principalmente articulares como reumatismo e artrite), queixas e sintomas do paciente.

Apenas depois da coleta e análise destas informações o dentista estará apto a fazer um diagnóstico preliminar e então avaliar se um exame de imagem será relevante para o plano de tratamento ou não.

Um bom profissional não é necessariamente aquele que passa uma série de exames caros na primeira consulta.

A tecnologia é uma ferramenta importantíssima na área de saúde, mas ainda não substituiu a necessidade de um exame clínico bem realizado.

27 Comentários para: “DTM e Ressonância Magnética

  1. Acho que acabei escolhendo o ortodontista errado… A primeira vez que a vi foi depois de ter feito todos os exames e ter assinado um contrado que me deixa obrigada a se sair pagar 3 meses de mensalidade como multa, senão vou para o SPC…

    Meu maior problema é estar em outro Estado e aqui não conhecer ninguém, fui então para o ortodontista de uma amiga, mas a mulher nem me viu antes para falar nada e toda vez q vou lá ela não explica nada simplesmente faz o trabalho lá e pronto… =/

    Antes não conhecia esse site, senão não teria feito a burrada que fiz, mas agora num tem o que fazer, nem pra dizer mais ou menos quanto tempo ficarei com esse aparelho, nem nada… =(

    Dr André gostaria de tirar mais uma dúvida: Eu coloquei ontem os aneis dos dentes superiores, porém eu sinto, durante a mastigação, que ao invés do dente molar inferior tocar no superior ele ta tocando no anel como se minha arcada não estivesse no lugar certo… Isso é normal? Eu devo fazer alguma coisa?

    Pergunto porque minha manutenção só está marcada para o dia 12 de novembro. Queria saber se vai ser assim mesmo ou se o dente vai voltar para o lugar certo, porque ela só colocou os aneis mas, eles ainda não estão sendo usados. Obrigada pela atenção…

  2. Olá Suzane,

    Pode ser que uma parte da banda tenha ficado um pouco mais alta e por isso esteja tocando no dente antagonista quando você fecha a boca.

    Normalmente isso pode ser resolvido com um simples desgaste da banda feito pelo dentista.

    Quanto à dificuldade de obter informações sobre o seu tratamento, eu acho que você deve tentar conversar com a sua ortodontista para saber quanto tempo você tem de tratamento pela frente.

    Este tipo de informação pode e deve ser passada para o cliente. Mesmo que não seja possível um prazo fechado, pelo menos uma idéia aproximada do tempo necessário para resolver o problema.

    Boa sorte no tratamento,

    Dr. Andre

  3. Ola Dr Andre Tenho 20 anos e tenho problema d DTM ja fui em uma bucomaxilo fiz as radiografias e e fui detectada com essa doença isso faz um ano .. mas ja faz muitos anos q venho sentindo dores nas articulações… e com o tempo foram se agravando.. o bucomaxilo me encaminhou para um especialista em protese .. q me indicou o uso da placa miorrelaxante.. mas como meus dentes sao tortos ele me sugeriu primeiramente o uso do aparelho ortodontico.. faz um ano q estou usando o aparelho ortodontico.. desse ano pra ca minha situação piorou.. sao 24 hs por dia com dor na asticulação, cabeça pescoço.. pelo q me informei todos os sintomas de DTM eu sinto.. minha situação ja esta bem critica.. so q falta 1 ano para eu tirar o aparelho ortodontico.. nao sei se vou aguentar todo esse tempo para começar o tratamento .. colocar a placa. Gostaria que o Senhor me desse uma sugestão .. o q devo fazer?

    Obrigada pela atençao!

  4. Olá Dr,me consultei ontem com 1 ortodontista,ele suspeita que eu tenha DTM e solicitou uma radiografia.Quero por aparelho ortodôntico por questões estéticas mesmo,para corrigir a posição dos dentes.Porém ele disse que no meu caso,trabalharia com a OFM (ortopedia funcional dos maxilares).Na pressa,e eu tinha tantas dúvidas,que nem me liguei na indicação.Lendo seu blog,me bateu a dúvida:a OFM,pode ter indicação na minha idade,e pro meu(suposto) caso?Grato
    Obs: tenho 26 anos

  5. Thiago,

    Não tenho como falar especificamente do seu caso, mas normalmente eu uso OFM em crianças e ortodontia fixa em adultos.

    As DTMs são tratadas de outra forma de acordo com a classificação do tipo de DTM.

  6. Estou precisando urgentimente da ajuda do Dr para minha esposa que esta com um disvio na mandigula e esta sentindo muita dor o seu dentista a encaminhou para o ortondo mas preciso do preço da consulta me ajude.

  7. Bom dia!
    Há 1 ano sinto o ouvido direito dilatar. Prendo a respiraçao, solto e depois volta ao normal. Pensei q estivesse perdendo a audiçao. Fui ao otorrino. Ela examinou e nada foi constatado. Pediu q eu procurasse um dentista. Nao o procurei. Agora em janeiro (2013) percebia q acordava com dores na mandibula do lado esquerdo, sentia dificuldade p abrir a boca p tomar café; evitava mastigar do lado esquerdo e o ouvido(direito) continuava a dilatar. Até o simples bocejo me incomoda. Senti uma forte pressao ao baixar a cabeça. Evito alimento duro.
    Procurei o dentista e ele disse q estou com 35 cm de abertura de boca (tenho 41 anos) e terei q usar aparelhos(um para o trabalho e o outro p dormir) o resto da vida. Tentará (nao deu garantias) q a minha abertura de boca chegue a 65 cm, se possivel. Aqui na minha cidade nao tem profissional no tratamento de ATM.
    É realmente esse o procedimento?
    Aguardo ansiosa a resposta

    • Val,

      O seu caso me parece ser complexo até para um especialista em DTM, não sei se vale a pena tentar um tratamento com um profissional que não tem experiência no assunto. Talvez valha a pena até procurar em uma outra cidade próxima à sua.

      Pelo que entendi ele ofereceu uma solução para um problema que não é a sua queixa (a abertura) e nada foi dito em relação aos problemas que estão te incomodando.

      • Parabéns pelo blog!

        Bem, faço, agora, uso diário da plaquinha de acrilico (inferior) só retiro na hora das refeiçoes. O outro aparelho móvel ainda nao está pronto.
        Nao sei explicar direito, mas acho que perdi a elasticidade do músculo ou ligamento do processo de mastigaçao. Um detalhe: nao lembro de ter ouvido estalo.
        Aqui na minha cidade ele é o único especialista em ortopedia funcional dos maxilares e dor facial.

        Obrigada pela atençao

  8. Olá Dr.André
    A três anos sofro com dores severas na face,dores de cabeça insuportáveis,ao mastigar e incapacidade de total abertura da boca.Procurei por especialistas,no qual detectaram a D.T.M.; Fiz inúmeros raio-x,panorâmicas,que por sinal não acusaram nada,faço uso de placa,tanto durante o dia quanto a noite.Faço uso diário também de miorrelaxantes e ainda assim,após quase dez meses do inicio do tratamento ainda me encontro no mesmo estado que quando procurei ajuda.Tenho dores todos os dias,todos mesmo.E minha boca estrala em torno de 8 a 12x ao dia.E quando ela não estrala praticamente não consigo falar devido a dor.Ela também abre e fecha de forma desigual.Atualmente estou aguardando para uma ressonância magnética mas devido ao valor alto ainda não a fiz.Os Dr.s que estão cuidando do meu caso, falaram que depois de tudo que ja foi feito não ha mais uma medica na qual possa me ajudar.Gostaria de saber se ha alguma forma de conter essas dores,pois remédio não mais fazem efeito,a não ser me deixar dopada mesmo em baixa dosagem.Nem exercícos,massagens ou compressas.Não aguento mais sentir dor,nem bocejar eu consigo mais,e mesmo com a placa meu sono é encomodado devido ao bruxismo que ja quebrou duas placas.Minha dentição por sorte é correto e meus cisos ja nasceram.Preciso Urgente de alguma ajuda,pois não consigo mais aguentar essa dor infernal.
    Desde ja sou grata
    aguardo uma possível resposta

    • Olá Bárbara,

      O seu caso parece ser mesmo complexo e, teoricamente, você já usou todos os recursos.

      Não tenho como ajudá-la sem uma avaliação clinica, mas vou tentar ao menos orientá-la.

      Você precisa de um dentista que saiba diferenciar uma DTM muscular (dor facial e/ou articular) de uma de deslocamento de disco (estalo).

      Também deve se investigar se há algum processo mais importante dentro da articulação como uma artrose por exemplo (com a ressonância).

      Além disso o bruxismo precisa ser controlado com uma placa bem ajustada e técnicas de higiene do sono.

      Mas sem um bom especialista em DTM, vai ser difícil ter resultados.

      Desejo-lhe sorte na sua busca e espero vê-la aqui de novo com boas notícias, ok?

      • Dr.André
        Muitíssimo obrigado pela resposta,bom creio que já estou com uma primeira notícia boa, na tarde de ontem consegui minha ressonância que sera se feita no dia 08/09/13. Mas minhas condições não andam boas,lembrando-se que só tenho 21 anos e sofro desse distúrbio a 4 anos mais ou menos.Me encontro fazendo uso de Amitriptilina,e Compaz,junto de naproxeno e naramig para conter as dores de cabeça decorrentes do disturbio.Existe algum tipo de fisioterapia ou massagem que posso estar fazendo até que seja feita a ressonância.
        Onde fica a Cínica,pois sou de curitiba.
        Mais uma vez sou grata.
        Uma boa semana :)

        • Olá Bárbara,

          Eu sou do Rio de Janeiro, então não acho que vá poder atendê-la.

          Quanto à fisioterapia, sim existem massagens e alongamentos que podem ajudar bastante no alívio dos sintomas, mas que precisam ser realizados sob supervisão profissional. Além disso é necessário diagnosticar corretamente o seu problema.

  9. Ola, sempre que eu abro a boca e minha mandíbula se desloca, mas eu não sinto dor nenhuma, falei para minha ortodontista (que nunca tinha reparado, em anos de tratamento) e ela disse que isso é um especialista que cuida, que talvez eu tenha que usar uma placa de bruxismo (eu acho que não tenho bruxismo, ao menos nunca notei) em fim, isso é perigoso, eu tenho que procurar quem para tratar?

    obrigada!

  10. Estou com uma cliente que está com inicio de labirintite. Ela foi em um Otorrino e ele disse que seria do tratamento ortodontico. Ela usa aparelho tem 2 anos, foi realizado exos. do 15 e 25,, pois estavam inclinados para palatal, sem espaço para correção de oclusão e ainda sendo um caso de Classe II e falta 1 mm para fechar espaço. Por conta própria ela foi em outro dentista, e o mesmo disse que estes dentes não poderiam ter sido retirados, isto sem ele ver a documentação ortodontica. Ela tem apertamento noturno, e por isso não acredito que seja devido ao tratamento ortodontico e mto menos pelas exos.

    O que o Dr. acha?

    Grato desde já.

    • Olá Dr. Davi,

      Eu concordo que não seja provável a relação entre esta labirintite e o tratamento ortodôntico.

      Mas antes de tudo ela deve consultar um especialista (neurologista ou otorrino) para diagnosticar corretamente estes sintomas.

      O apertamento noturno pode estar relacionado mas não devemos cometer o mesmo erro de nos precipitar dando um parecer sem embasamento. Acho que o melhor para a paciente é o encaminhamento para estes profissionais médicos.

      Depois, sendo descartados problemas mais sérios, eu encaminaria para um especialista em DTM. Enquanto isso, prossiga com a mecânica ortodôntica.

      Um forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>